Estratégias de Viabilização

As estratégias de viabilização englobam dois grupos específicos, sendo estes de ordem ECONÔMICAS ou CONSTRUTIVAS, que podem ser combinadas ou não, objetivando obras e atendimentos satisfatórios do ponto de vista da qualidade e das necessidades e expectativas das famílias, sempre acompanhados pela Assistência Técnica em obras e de intenso Trabalho Social.

Por princípio a Soluções Urbanas procura investir esforços na combinação destas estratégias e chama a atenção para o fato de que arranjos que envolvam mais do que uma ação de cada grupo estratégico podem ampliar seu potencial transformador.

 

ECONÔMICAS

 

trocado_vital_280

Feira de Trocas Solidárias

Realizada uma vez a cada dois meses, tem como principal objetivo facilitar a aquisição de materiais de construção. As famílias coletam embalagens Tetrapack e as trocam por uma moeda social local, desenvolvida pela Soluções Urbanas, com a qual adquirem materiais de construção doados, provenientes de excedentes de obras ou não, porém ainda em condições de uso. Através de uma parceria, as embalagens são recolhidas, recicladas e transformadas em telhas ecológicas, que retornam com um dos itens passíveis de aquisição na Feira. Este evento mobiliza grande parte das famílias da comunidade e promove o uso consciente e sustentável de recursos naturais.

 


Microcrédito Habitacional

Com este Microcrédito é possível providenciar tanto a compra dos materiais quanto remunerar a mão de obra, caso necessário. Em geral a capacidade de endividamento é baixa, por isso as obras devem ser pontuais ou ainda necessitarão de complementação de recursos. O potencial de desenvolvimento social é significativo pela possibilidade de atender a um ilimitado número de família, pelo retorno do valor concedido em prestações a juros baixos e pelo comprometimento com a contrapartida financeira por parte da família.

 

 

Subsídios

Podem ser PARCIAIS ou INTEGRAIS e permite a execução de obras com agilidade, porém deve ser restrito às situações cujo perfil social não indique outra estratégia de acesso a recursos e faz-se necessário o equilíbrio, na contrapartida da família, para que a ação não se configure como uma medida assistencialista. As limitações quanto à gestão das obras são as mesmas do sistema de financiamento por MICROCRÉDITO HABITACIONAL.

 

 

CONSTRUTIVAS

 

mutirao


Autoconstrução

As intervenções ou construções são realizadas diretamente pelos moradores, motivadas principalmente pela existência de um familiar capaz de executar as obras e pela possibilidade de acesso a materiais de maneiras diversas, e contam com as orientações fornecidas pela equipe técnica da Soluções Urbanas, quando solicitadas.

 

 

Mutirões

Mutirões têm um maior potencial de desenvolvimento social pela capacidade de promover ações em cooperação e facilitar e reprodução das experiências vividas. A metodologia aqui prevê ações pontuais, de simples e rápida execução e pressupõe o auxílio de pelo menos um pedreiro. Esse maior potencial de desenvolvimento social é garantido quando associado à FEIRA DE TROCAS SOLIDÁRIAS e aos SUBSÍDIOS, pois são reduzidos os riscos de desperdício, eleva-se a chance de resultados com melhor qualidade e permite um maior controle nos processos.

 

 

Empreitadas

Podem ser PARCIAIS ou GLOBAIS, caracterizadas pela contratação de profissionais para a execução das intervenções, e necessitam de um maior planejamento logístico, pois podem exigir áreas destinadas ao armazenamento de materiais ou o desalojamento temporário de famílias para poder ser concluída. Quando associadas ao MICROCRÉDITO HABITACIONAL têm grande possibilidade de resultados de qualidade, pois conta com mão de obra qualificada e ainda permite que o recurso investido seja recuperado.